Ir para conteúdo. Skip to navigation

Cepagri

Sections
Ferramentas pessoais
Você está aqui: Página Inicial Artigos Especiais Outono
Document Actions

Outono

Estação do Ano

OUTONO

A) Principais razões pela existência das quatro estações
do ano:


1. Rotação anual da Terra em torno do Sol segundo
uma órbita elíptica (quase circular)






2. Inclinação de 23g27m do Plano do Equador em
relação ao Plano da Órbita Elíptica








B) Início do Outono


O horário de início é definido pelo instante
em que o Sol atinge o Zênite de um ponto situado no Equador.
Os raios solares incidem verticalmente no Equador e a área
iluminada pelo Sol é igual nos dois hemisférios
(norte e sul). Este evento que demarca o início do outono
é denominado de Equinócio (palavra de origem latina
significando "noite igual") pois os comprimentos do
dia e da noite são aproximadamente igual na sua ocorrência.




C) Outono de 2017


  • Início: 20/Março - 07:25h (Equinócio)
  • Final: 21/Junho - 01:22h (Solstício-Início do INVERNO)
  • Duração: 92,75 dias




D) Características climáticas normais do Outono em São Paulo:


  • Temperaturas amenas pela manhã, cerca de 2 a 3°C abaixo das de verão
  • Aumentam as horas de céu claro ou parcialmente encoberto
  • Diminuem as chuvas
  • Diminue a umidade do ar
  • Melhora o conforto ambiental




E) GEADAS: Condições de Ocorrência e Cuidados


  1. As condições para ocorrência de geadas de radiação são:

    • Céu claro
    • Ausência de ventos (devido à presença de um centro de alta pressão)
    • Baixa umidade do ar
    • Temperaturas baixas.




  2. As plantas têm diferentes sensibilidades ao frio e portanto o ponto letal varia com a temperatura que atinge a folha: café morre com -3,5°C, tomate com +2°C e banana com +5°C.


  3. Em noites propícias à geadas (obs.1), o gradiente de queda noturna das temperaturas do ar e das folhas aproxima-se de 1°C/hora, à partir das 17 horas até as 6 horas.


  4. Pode-se fazer uma estimativa a curtissimo prazo (na madrugada) da possibilidade de geadas danosas às plantas medindo-se, com um termômetro comum, as temperaturas na copa da cultura (nível das folhas externas superiores). Coloca-se o termômetro à 10 cm das folhas, exposto ao céu e começa a se observar as temperaturas próximo às 18 horas. Caso esteja ao redor dos 9°C significa que às 6 da manhã, com céu limpo e baixa umidade, chegará próximo aos -3°C nas folhas, danificando cafeeiros. Se estiver em 12°C, chegará aos 0°C, danificando plantas hortícolas, etc. Deve-se acompanhar a queda das temperaturas se possível de hora em hora, até meia noite para verificar o gradiente.


  5. O melhor método de proteção direta, caso se concretize a queda de 1°C/hora, é através de irrigação (aspersão, alagamento, regador, etc.), com início após a comprovação da diminuição até nível letal. Por exemplo, à meia noite, temperatura de 6°C. Métodos de proteção física como cobrir as mudas ou plantas com jornal, sacos de papel ou plásticos tambem são eficientes.


  6. Nada se pode fazer após o nascer do sol pois as plantas são danificadas antes disso, durante a madrugada. De nada adianta também queimar pneus ou fazer fumaça apenas.


  7. Para culturas perenes, como o café, a manutenção do terreno completamente limpo, nas meias encostas, pode ajudar como defesa preventiva.