Ir para conteúdo. Skip to navigation

Cepagri

Sections
Ferramentas pessoais
Você está aqui: Página Inicial Artigos Especiais Inverno - Saúde
Document Actions

Inverno - Saúde

Estação do Ano

INVERNO - SAÚDE

A) Principais razões pela existência das quatro estações
do ano:


1. Rotação anual da Terra em torno do Sol segundo
uma órbita elíptica (quase circular)





2. Inclinação de 23g27m do Plano do Equador em
relação ao Plano da Órbita Elíptica






B) Início do Inverno


O horário de início é definido pelo instante em que o Sol atinge o Zênite de um ponto situado no trópico de Câncer, no Hemisfério Norte. Os raios solares incidem verticalmente no trópico de Câncer e a área iluminada pelo Sol é maior no hemisfério norte que sul. Este evento que demarca o início do inverno é denominado de Solstício.



C) Inverno de 2016.

  • Início: 20/Junho – 19:34h (Solstício)
  • Fim: 22/Setembro - 11:21h (Equinócio - Início da Primavera)
  • Duração: 93,66 Dias


D) Características climáticas normais do Inverno na Região de Campinas – S.P.:


  • Temperaturas amenas. Média das máximas = 25°C e das mínimas = 12°C,
  • A temperatura mais baixa do Inverno foi observada em 1918 (-1,5°C) e a mais alta em 1895 (35,9°C),
  • O Inverno é caracterizado no Estado, não por dias frios continuamente mas por ondas de frio, que persistem por 3 a 4 dias, intercaladas por períodos de temperaturas mais elevadas,
  • Céu claro a ligeiramente encoberto na maior parte dos dias,
  • Diminuem as chuvas A média é de cerca de 40mm/mês em 4 a 5 dias,
  • Diminui a umidade do ar em cerca de 10%,
  • Aumenta o número de focos de fogo e o teor de poluentes na atmosfera,
  • Aumenta o número de horas com sol (dias mais longos a partir do início do inverno)
  • Ficam mais raros os temporais.


E) Perspectiva para jun/jul/ago 2016:

    Não há indicação que o Inverno será mais ou menos severo do que nos anos anteriores. Não existe relação entre essas variações. Os modelos numéricos de previsão global das diversas instituições científicas do mundo,indicam condições de normalidade para o trimestre JJA, ou seja, temperaturas próximas à média histórica.



F) GEADAS: Condições de Ocorrência e Cuidados

  1. As condições para ocorrência de geadas de radiação são:

    • Ceu claro
    • Ausência de ventos (devido a presença de um centro de alta pressão)
    • Baixa umidade do ar
    • Temperaturas baixas.

  2. As plantas têm diferentes sensibilidades ao frio e portanto o ponto letal varia com a temperatura que atinge a folha: café morre com -3,5°C, tomate com +2°C e banana com +5°C.

  3. Em noites propícias à geadas (obs.1), o gradiente de queda noturna das temperaturas do ar e das folhas aproxima-se de 1°C/hora, à partir das 17 horas até as 6 horas.

    Pode-se fazer uma estimativa a curtissimo prazo (na madrugada) da possibilidade de geadas danosas às plantas medindo-se, com um termômetro comum, as temperaturas na copa da cultura (nível das folhas externas superiores). Coloca-se o termômetro à 10 cm das folhas, exposto ao céu e começa a se observar as temperaturas próximo às 18 horas. Caso esteja ao redor dos 9°C significa que às 6 da manhã, com céu limpo e baixa umidade, chegará próximo aos -3°C nas folhas, danificando cafeeiros. Se estiver em 12°C, chegará aos 0°C, danificando plantas hortícolas, etc. Deve-se acompanhar a queda das temperaturas se possível de hora em hora, até meia noite para verificar o gradiente.

  4. O melhor método de proteção direta, caso se concretize a queda de 1°C/hora, é através de irrigação (aspersão, alagamento, regador, etc.), com início após a comprovação da diminuição até nível letal. Por exemplo, à meia noite, temperatura de 6°C. Métodos de proteção física como cobrir as mudas ou plantas com jornal, sacos de papel ou plásticos tambem são eficientes.

  5. Nada se pode fazer após o nascer do sol pois as plantas são danificadas antes disso, durante a madrugada. De nada adianta também queimar pneus ou fazer fumaça apenas.

  6. Para culturas perenes, como o café, a manutenção do terreno completamente limpo, nas meias encostas, pode ajudar como defesa preventiva.